Análise True Blood

Vampiros e sexo. Essas duas palavras definem bem essa nova série, que começou a passar ontem no meu laptop, por cortesia do Tio Torrent. A sinopse é simples: os japoneses desenvolveram um sangue sintético, e por causa disso, os vampiros saíram de seus esconderijos e se tornaram parte da sociedade.

trueblood

Tirando o forte sotaque do sul dos EUA, a série é até boa. Pra quem acha divertido essa história de que vampiros estão entre nós, é um prato que enche a barriga. Não digo que é um prato cheio porque tem algumas coisinhas que eu achei desnecessário. Tipo aquela história de que vampiro só pode entrar na casa dos outros quando é convidado. Me lembrei na hora de outro filme de vampiros: The Lost Boys.

Outra coisa que me incomodou – mas depois me acostumei –  foi aquilo dos dentes vampíricos serem na frente da boca. Até onde eu saiba, os caninos que são responsáveis pela função de furar a carne, no processo de mastigação. Mas enfim, é irrelevante. Vampiros não existem. Não importa onde estão os dentes.

caninos

Vale comentar também da atuação da Anna Paquin, que conseguiu me irritar profundamente com o sotaque red neck. Além de ter perdido um pouco do brilho com os cabelos loiros oxigenados. Tá ruim, mas tá bom.

Por fim, a série vale a pena ser assistida, por enquanto. É só não deixar acontecer a síndrome de HEROES, que tá valendo.

5 comentários sobre “Análise True Blood

  1. Mas, mêêêêo! Como assim, o southern drawlllll é o MELHOR do seriado!😄
    muito inovador ser no sul e não nas cidades de sempre: NY-Seattle-Toronto!

    Anna Paquin SEMPRE me irritou, desde ‘Adoráveis Mulheres’… mas f*deu mesmo quando acabou com a Vampira… arrrgh, a Rogue era a minha preeeeferida, daí vem Anna Paquin e caga em tudo!

    Dentes… dentes é o ponto fraquíssimo do seriado. Desde as ‘frontal fangs’ dos vampiros até … a ENORME falha nos da frente da Anna Paquin!
    Sério, aquilo distrai muito!

    Curtir

  2. Olha… o que me irritou mesmo foi:
    – dentes retráteis (oi?) na frente (OI?)
    – Anna Paquin que não usa o dinheiro pra arrumar os dentes
    – tem sexo DEMAIS – cenas desnecessárias DEMAIS!

    Mas o sotaque deles é ótemo! Me mato de rir!! A intro é fantástica, e eu que de cara tinha odiado o Bill, até que gosto dele? Até o gap da Anna eu tenho esquecido…

    Acho que a série força um poko, mas no geral é bem legal! Tou me viciando!!

    E aliás… essa de vampiro não entrar em casa sem ser convidado me lembra os bons anos de Buffy =)

    Curtir

  3. Pingback: A diferença de bons personagens « 14 de Março

  4. Sou mais atradasada q tudo.. comecei a ver esse ano,
    e a merda foi q eu viciei…

    O problema é que eu não consigo ver uma série somente por diversão,
    preciisa ter alguma coisa nela pra me prender..
    Não sei se viajo muito nas minhas análises em True Blood, mas acho tão crítico..

    Confesso que me cago de medo do capeta da Maryann , mas outras coisas são tãao trash, que perdem toda essa magiia..

    Outra coisa:
    Anna Paquin tá muiiito engraçada!!!
    Os dentes nem me incomodam mais, mas os gritos dela em alguns caps. é de achar graça..

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s