Robin Playlist 2016

Um dos exercícios mais legais que eu aprendi neste ano foi o de pensar músicas que possam refletir ou representar algum personagem. Juntando a minha constante paixão por criar playlists aleatórias com uma campanha de Dungeons & Dragons que vai chegar no seu segundo ano de aventuras, resolvi montar uma lista de músicas que ajudem a ilustrar o que o meu personagem pensa e sente.
Criei um arco com 10 músicas, que vai desde o início da história, mostrando como ele era e como tem se tornado. Nem tudo são flores na história deste ranger meio-elfo, mas todo caminho gera aprendizados…

 

1) Somewhere I Belong (Linkin Park)

“What do I have but negativity?
‘Cause I can’t justify the way everyone is looking at me.
(Nothing to lose)
Nothing to gain, hollow and alone
And the fault is my own”

Crescer em um vilarejo onde sua existência é vista como o amor entre duas raças diferentes nunca é fácil. Se você precisa esconder quem é sua família e nunca demonstrar carinho e afeto por eles, é ainda pior. Provavelmente seu pai o amava, mas os intensos treinamentos e a falta de um relacionamento mais próximo fizeram com que Robin enxergasse sua vida como um erro e se culpasse por ter nascido em uma família que não podia assumir quem ele realmente era.

2) Far Behind (Eddie Vedder)

“The world begins where the road ends
Watch me leave it all behind
Far behind”

Deixar tudo para trás. A segurança de um lar, o conforto de conhecidos e partir de peito aberto à tudo que possa aparecer em seu caminho. Estar livre para buscar o próprio destino.

3) Cool Kids (Echosmith)

“I wish that I could be like the cool kids”

Quando Robin resolveu abraçar a vida de aventureiro e seguir seus companheiros, tudo que ele queria era a glória de um dia fazer parte da canção de bardos, como um heróis que ele ouvia em lendas. A glória e o reconhecimento eram tudo que o meio-elfo buscava.

4) Bela Lugosi Is Dead (Chvurches)

“The bats have left the bell tower
The victims have been bled
Red velvet lines the black box
Bela Lugosi’s dead”

Entre o tormento que foi a caçado pela torre de Gulthias e o pesadelo que é a Baróvia e seu mestre, Conde Strahd, Robin aprendeu uma ou outra coisa sobre vampiros. A mais importante delas: não subestime o poder, a ganância e a loucura de alguém que deveria estar morto há milênios…

5) Little Talks (Of Monsters And Men)

“And some days I can’t even trust myself
It’s killing me to see you this way
‘Cause though the truth may vary
This ship will carry our bodies safe to shore”

Robin sabe que enquanto estiverem na Baróvia seus amigos não podem confiar nele 100%. Há situações em que nem mesmo ele sabe como pode reagir. Mas apesar disso, ele tem confiança na habilidade de seus companheiros e sabe que assim que estiver livre dessas terras amaldiçoadas,  tudo vai voltar ao normal. Ou será que não?

6) Black Hole Sun (Soundgarden)

“In disguises no one knows
Hides the face, lies the snake
[…]
Black hole sun
Won’t you come
And wash away the rain”

Robin ainda se lembra do que a mulher-raposa disse sobre sua linhagem, quando caçava seu pai. Ele teme que ela estivesse falando a verdade e que seu sangue carregue alguma antiga e poderosa maldição, forte o suficiente para fazer com que ele se vire contra seus amigos.

7) What Did I Do? / God as My Witness (Foo Fighters)

“I’m lost, deliver me
I crossed the river finally
God as my witness
Yeah it’s gonna heal my soul tonight”

Apesar de ter se criado em um templo de Lathander, Robin nunca foi uma pessoa de fé. Foi preciso a brutalidade da Baróvia e um povo desolado para fazê-lo ouvir a mensagem que o Deus da Manhã havia sussurrado por toda sua vida. De certa forma, Robin também credita sua fé nos momentos passados ao lado de Bramir. Sem a paixão fervorosa do anão, que salvou o grupo inúmeras vezes, o meio-elfo não teria aberto os olhos e o coração à Canção da Manhã.

8) Lithium (Nirvana)

“I’m so happy ‘cause today
I’ve found my friends”

Robin não vê mais o Abrigo de Olostin como sua casa. Sua família agora são seus companheiros de grupo. Seus amigos, seus irmãos em armas. Ele pode não ter achado seu destino ainda, mas sabe que está no caminho com as pessoas certas.

9) What I’ve Done (Linkin Park)

“Put to rest what you thought of me
While I clean this slate
With the hands of uncertainty
So let mercy come and wash away
What I’ve done”

Robin sabe que para que o Bem vença no final, é preciso sujar as mãos. Nem sempre fazer o coisa certa é fazer o que é certo. Você irá se arrepender de atos e pessoas dirão que você está errado. Mas, se no fim, ele trouxer paz e justiça para as pessoas, os fins terão justificado os meios.

10) Tonight, Tonight (Smashing Pumpkins)

“Time is never time at all
You can never ever leave without leaving a piece of youth
And our lives are forever changed
We will never be the same
The more you change the less you feel”

Nenhum de nós é o mesmo de quando começamos essa jornada. Viajamos pelo mundo e conhecemos diferentes planos de existência. Derrotamos criaturas poderosas e salvamos cidades e reinos inteiros. Nós aprendemos e erramos, com nossos inimigos e com nós mesmos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s